quarta-feira, 17 de março de 2010

cansei!

Não há margem
Esgotou-se o limite entre o mais e menos
Espaço de tolerância
Inexistente
O rio pode correr velozmente
Desde que seja em frente
A mais ínfima partícula
É um excesso
E qualquer gota
Inundação

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial