sexta-feira, 21 de maio de 2010

fotocomposição com imagens do google









O gato sacode a pata
Que molhou de improviso
O gato não sabe ler
E por esse não saber
Ficou sem compreender
O que estava no aviso

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger Juan Moravagine Carneiro disse...

Cadê o queijo que estava aqui? O gato comeu. Gato filha da puta

Poema de Cacaso

21 de maio de 2010 às 03:23  
Blogger Jéssyca Carvalho disse...

Sábio é o gato: faz das suas, sem culpa nem pecado.
Sua condição o livra e, 'safo' de tudo, ele vive feliz...

Gostei! Beijo!

21 de maio de 2010 às 19:34  
Blogger Batom e poesias disse...

Ficou muito bom e engraçado o casamento da imagem com os versos!
Eu adorei!

bjs

Rossana

22 de maio de 2010 às 14:08  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial