terça-feira, 11 de maio de 2010

perdido


.................................................do google

Bêbado de sono
Às apalpadelas
Procura encontrar
Sem abrir os olhos
Objectos conhecidos
Bússolas regulares
Sinais permanentes
Do tempo e do espaço
Que é o seu
E por estranho que pareça…
Tropeça

Anda como se voasse
De asas cortadas
Cambaleia trôpego
Como uma criança
Torna-se convexo
Ajustando-se
À concavidade cama
Feita concha
E por estranho que pareça…
Descansa

Etiquetas:

5 Comentários:

Blogger Juan Moravagine Carneiro disse...

Lindo!

11 de maio de 2010 às 02:10  
Blogger Jéssyca Carvalho disse...

Perdido em si mesmo, e em meio a tanta coisa que parece sufocar...
Assim é bem fácil descansar, já que a alma? Ela gosta da perturbação!

Amei, amei e amei!
Lindo mesmo!

Beijo!

11 de maio de 2010 às 16:33  
Blogger Batom e poesias disse...

Que lindo, lindo, lindo!!!

E por estranho que pareça...
É só o que consigui escrever.
bjs

Rossana

15 de maio de 2010 às 02:26  
Blogger Gisele Freire disse...

Lindos escritos!
Belo Visual!
:)
bejin
Gi

23 de maio de 2010 às 15:20  
Blogger des-encantos disse...

Bdia...gostei deste particularmente.
Da escrita à imagem.

29 de junho de 2010 às 11:07  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial