terça-feira, 7 de setembro de 2010

tu

"apanhando sonhos"- ilustração de Pedro Lucena










Admiro em ti o mito
És o espaço onde os sonhos
Acabam em dia
Não és tu nem ninguém
És apenas aquele que criei
De tanto crer que existia



Etiquetas:

16 Comentários:

Blogger LuNETta disse...

linda poesia..

abraço

7 de setembro de 2010 às 01:51  
Blogger Luís Coelho disse...

Hoje parece-me encontrar poesia e textos que me entram cá dentro da alma e me fazem abanar da cabeça aos pés. Este poema é extraordinário.
Um sonho real em que acreditamos e fazemos acontecer.........

7 de setembro de 2010 às 06:04  
Blogger Zélia Guardiano disse...

Lindíssimo, Maria Ivone!
E tens razão: com nosso forte desejo criamos pessoas, coisas e fatos...
Forte abraço, minha querida amiga!

7 de setembro de 2010 às 13:31  
Blogger Insana disse...

Doce poesia.

bjs
Insana

8 de setembro de 2010 às 00:01  
Blogger dade amorim disse...

Lindo e muito verdadeiro, Maria Ivone. Um beijo.

8 de setembro de 2010 às 01:12  
Blogger Lilá(s) disse...

Quando o sonho é forte torna-se real...é só preciso não perder a capacidade de sonhar.
Beijos

8 de setembro de 2010 às 17:49  
Blogger AC disse...

Maria Ivone,
A sua poesia é sempre bela e com amplitude.
Gostei muito.

Beijo :)

8 de setembro de 2010 às 19:32  
Blogger Há.dias.assim disse...

às vezes confundimos o real com o sonho.
Obrigada pela visita ao meu cantinho.

8 de setembro de 2010 às 19:59  
Blogger Maria João disse...

Ivone

São os sonhos, aqueles em que acreditamos, que mantêm a verticalidade do que somos.
Sucinto e puro este poema!

Um enorme beijinho

9 de setembro de 2010 às 13:57  
Blogger Renata de Aragão Lopes disse...

Que mimo de poesia!

Beijo,
Doce de Lira

9 de setembro de 2010 às 18:26  
Blogger lupussignatus disse...

o tronco

estelar



*perfeita
conjugação*

10 de setembro de 2010 às 23:49  
Blogger Insana disse...

Profundo e realista.

bjs
Insana

12 de setembro de 2010 às 01:47  
Blogger Lídia Borges disse...

Que pena tenho de não ter sido eu a escrevê-lo... Senti-o em cada palavra.

Parabéns!

Um beijo

12 de setembro de 2010 às 21:51  
Blogger Andrea de Godoy Neto disse...

profundamente belo!

beijos, minha querida!

13 de setembro de 2010 às 20:52  
Blogger AC Rangel disse...

Belíssima poesia. É, este recanto merece mesmo ser visitado. Encanta-nos a alma.
Beijo.

Rangel

15 de setembro de 2010 às 21:41  
Blogger Domingos Barroso disse...

E permanece (creia)
a existência.
Tua Poesia
diz isso.

Carinhoso abraço.

15 de setembro de 2010 às 22:53  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial